COMO FAZER CERVEJA ARTESANAL - Através de um processo bem simples para que todos possam fazer sua própria cerveja de acordo com o seu paladar.

Por DD



Um sonho antigo dos malucos agora realizado e que disponibilizamos os passos e algumas receitas para que outros amantes de uma boa cerveja caseira possam desfrutar também deste prazeroso hobbie.

No final do post outras receitas, dicas de onde comprar os ingredientes e links interessantes para se aprofundar no assunto.

Estas são as criaturas: Weizen (alemã), American IPA (americana), Stout (Inglesa)
.
.
MATÉRIA PRIMA - Para 20 litros de cerveja

Receita WEIZEN (trigo), muita apreciada pelos alemães que a chamam de weiss ou cerveja branca. Amargor leve e de aroma marcante de frutas. São muito refrescantes e possuem uma espuma conscistente.


VERRÜCKT WEIZEN BIER
.
.
Malte pilsen - 2,25 kg
Malte trigo claro - 2,50kg
Malte carahell - 0,50 kg
Malte acidificado - 0,25 kg
Fermento WB06 - 1 pacote de 11 gramas
Lúpulo Galena (amargor) - 10 gramas
Lúpulo H. Perle (aroma) - 20 gramas
40 litros de água mineral sem cloro

ACESSÓRIOS
2 panelas de 32 litros ou + (com torneira)
1 fermentador de 25 litros
1 termômetro alimentício
1 fundo falso para panela
1 vasilhame de agua 20 litros
1 colher de pau ou plástico grande
1 fechador de garrafas e tampinhas
1 moedor de grãos (ou peça o malte moido)
1 densímetro (opcional )
1 fogareiro (ou faça no fogão da sua mulher)



PROCESSSO

1 - Moer os maltes
Quebrar os maltes ao meio com um moinho de grãos sem esfarelar muito para não dificultar a filtragem, ou simplesmente peça o malte moido.

2 - Cozimento ou Mosturação (proporção de 2,5 litros de agua para 1 kg de malte)

2.1 - Temperatura e tempo de cozimento
2.1.1 - Repouso Protéico - Nossa receita tem 5,50 kg de malte, então aqueça aproximadamente 14 litros de água(sem cloro) há uma temperatura de 50ºC e acrescente o malte moído e mantenha esta temperatura por 15 minutos.Importante: Esta etapa é somente para receitas que possuam maltes ricos em proteína (trigo, aveia, centeio) Se não houver estes maltes nas próximas receitas pulem para a sacarificação.
2.1.2 - Sacarificação - Aumente a temperatura para 65ºC e mantenha por 60 minutos. Após aumente novamente para 72ºC e mantenha por mais 30 minutos. (se manter o fogo aceso mexa sempre para não queimar o malte)
2.1.3- Inativação - Aumente novamente a temperatura até 78ºC e desligue após 5 minutos. Cuidado para não ferver.



3 - Lavagem e filtragem do mosto

3.1 - Peneirar bem o cozimento para ficar livre do bagaço, pois não utilizaremos os grãos na fervura. (chamamos de agua primária)
3.2 - Previamente aqueça em outra panela mais 20 litros de água há 78ºC para usarmos na lavagem e filtragem do bagaço. Esta lavagem é importante para retirarmos do bagaço a maior quantidade possível de açucares que serão muito importantes mais a frente. Chamamos de água secundária. Abaixo esquema explicativo.

3.3 - Junte a água primária com a secundária em um único panelaço(deve dar aproximadamente uns 28 litros) e leve para a fervura.


Sistema de filtragem (3 alturas) - Acima água quente, no meio o bagaço com o fundo falso, abaixo o líquido que será fervido.

4 - Fervura e Lupulagem
Ferva intensamente o mosto peneirado e filtrado por mais 60 minutos. Quando começar a ferver marque o tempo e acrescente o lúpulo de amargor. Quando faltar 10 minutos para alcançar o término da fervura acrescente o lúpulo de aroma .



5 - Resfriamento
5.1 - Após a fervura, coloque o panelaço dentro de um tanque com água gelada e resfrie o mosto o mais rápido possível até alcançar 25ºC. Este choque térmico é importante para eliminar qualquer tipo de contaminação e para que possamos acrescentar o fermento, que não sobreviveria há uma temperatura alta. (também pode ser usado um chiller, ou ainda uma espécie de serpentina dentro de um tanque com gelo que leva a cerveja quente por um lado e sai resfriada no outro lado. (EU PREFIRO ESTA OPÇÃO, conforme a foto abaixo)

5.2 - Transfira o líquido para o fermentador sem transferir o lúpulo que estará no fundo da panela e agite bem para que o líquido crie uma espuma, ou seja, crie oxigênio.
Opcional: Se você quiser saber a graduação alcoólica da cerveja terá de medir a densidade dela neste momento antes de fermentar. Anote a graduação através de um densímetro.

6 - Ativação do Fermento
6.1 - Dissolva 5 colheres de açúcar em água sem cloro quente e resfrie até 25ºC e junte o fermento. Junte tudo em uma garrafa pet e agite bem. Deixe descansar.
Ideal fazer com horas de antecipação para que os micro organismos se multipliquem para que produzam uma boa fermentação.

6.2 - Transfira o fermento junto com a nossa cerveja no fermentador e feche. Este fermentador deverá ter uma saída (airlock) ou uma mangueirinha para eliminar o CO2 que a fermentação produzirá. Se for uma mangueirinha, coloque a saída dela dentro de um copo com água e acompanhe no dia a dia a saída do CO2 através das bolhas na água, isso nada mais é que os microorganismos transformando o açucar em alcool.
(Veja o vídeo abaixo.)

Deixe fermentando 4 a 7 dias.
IMPORTANTE: estas receitas que cito, são todas de fermentação alta, ou seja, ideal fermentar numa temperatura entre 15 e 20ºC.



video




7 - Maturação
Após a fermentação, transfira a cerveja para outro fermentador ou garrafão pet de 20 litros (sem transferir o fermento que estará no fundo do maturador) e deixe no fundo da geladeira por mais 10 dias. Isso deixará sua cerveja mais "madura". Se puder aguardar a ansiedade e tiver estoque sobrando da anterior, deixe por mais dias...

IMPORTANTE:
IDEAL INSTALAR UM TERMOSTATO NA GELADEIRA - que vai controlar certinho a temperatura da mesma e que dará um resultado muito melhor, tanto na fermentação quanto na maturação (conforme a foto abaixo)
Para estas receitas o ideal é maturar entre 6 e 10ºC.
O Full Gauge TIC-17RGTi é uma boa opção.
Mas lembre, isto também é opcional, sua cerveja vai ficar boa se colocar na geladeira apenas.


8 - Engarrafamento e Primming
Dissolva 140 gramas de açúcar com um pouco de água no fogo sem queimar até virar uma calda, quando estiver frio adicione na cerveja e mexa bem até estiver bem homogenia. Esta calda servirá para que os micro organismos que permaneceram na cerveja produzam uma segunda fermentação mais lenta, que dará corpo e a famosa espuma da cerveja.
IMPORTANTE: estocar as garrafas onde não pegue sol; ideal numa temperatura na casa dos 20ºC; não aumente a quantidade de açúcar acima citada para não ter o perigo de estourar as garrafas......

Engarrafe a cerveja e feche. Mantenha em uma temperatura de aproximadamente 20ºC e aguarde mais um semana, e pronto.
Opcional - Antes de adicionar a calda você deverá ler novamente a densidade para calcularmos o álcool.

Fórmula: OG (gravidade original) - FG (gravidade final) x 131. ou seja se sua gravidade inicial foi 1.052 e final 1.013.

(1052-1013) x 131= 5.1% de alcool
Agora é só saborear.


ONDE COMPRAR acessórios e matéria prima







LINKS INTERESSANTES




.


RECEITAS - 20 litros

VERRÜCKT IPA BIER

Este estilo nasceu durante a colonização dos Ingleses em solos indianos (India Pale Ale) onde as viagens eram muitos longas e a cerveja precisaria ter uma durabilidade maior. Então seu estilo foi readaptado para esta função com adição de mais lúpulo(funciona como bactericida natural) e uma maior graduação alcoólica(diminui a ação microbiológica). Ou seja, cerveja amarga e alcoólica) Tem uma coloração linda puxada para o cobre.

4,25 kg pilsen
0,50 kg Caraamber
0,25 kg Carared
0,25 kg caramunich
20 gr lupulo columbus amargor
10 gr lupulo amarillho aroma
1 pacote 11 gr fermento US05

.

RECEITAS - 20 litros

VERRÜCKT STOUT BIER
Estilo inglês com uma coloração preta e de forte aromas de café e chocolate devido a utilização de maltes torrados.

4 kg de pilsen
0,75 kg caraaroma
0,25 kg caraffa II
0,50 kg aveia
20 gr nugget
11 gr de fermento S04

.

.

Outras receitas pelo link abaixo:

.

.

O interessante é que você pode ir alterando a receita até atingir a cerveja perfeita.

Se tiverem dúvidas, entre em contacto conosco.

Boa sorte